top of page
  • Foto do escritorNélia Duarte

permanentmaker

Quem visitar, a partir do menu, o separador «desenho - 2022» já deve ter percebido que ultimamente só tenho desenhado com marcadores permanentes que tem a propriedade de secar instantaneamente.

Tenho usado papel e marcadores com uma insistência e abundância que já devo ir nas três centenas. Num primeiro momento marcadamente abstrato, com resultados que me surpreenderam pela facilidade e alguns pelo equilíbrio das formas, as cores estão mais ou menos limitadas ao preto, azul, vermelho e verde, as mais vulgares neste tipo de marcador, de ponta grossa, redonda e/ou triangular; geometrias, que são sempre o meu apoio pela necessidade de concreto, e a constante e dificil simplificação do traço foi o que me orientou no abstrato. Papel A4 de boa gramagem mas também liso. Raramente A3. Posteriormente passei ao figurativo com uma ou outra expressão de movimento e também de simplificação.

Para legendar o discurso, escolhi representações de desenhos um pouco ao acaso pela dificuldade que é para mim, ainda, observá-los a todos e escolher um ou outro.





25 visualizações0 comentário
bottom of page