• Nélia Duarte

the last female is a pink rat

"Moonshine got me" do músico/cantor/compositor sueco Daniel Norgren ecoa nos meus ouvidos pela enésima vez (descobri-o recentemente), observo na mesa de trabalho celofane de rebuçados já chupados, pedados de papel amarrotados e outros dobrados,  escritos, rasurados, anotados; post-its, a me lembrarem afazeres, colados no candeeiro,  hábito recente que me ficou quando precisei repetir uma sequência para resolver um problema informático e percebi que já não conseguia lembrar-me do procedimento e, em desespero, ao pedir ajuda, uma nota binária acendeu: post-its, colega! e eu acordei para o acto.


Tenho uma tela com restos de tinta à espera. Faz bastante tempo que não sujo pincéis, vou passando o tempo entre um desenho ou outro. O dia decorre sem que eu saiba o que fazer, ensaio geometrias e um rosto; faço e desfaço; o rosto eu sei como prosseguir, mas não me sinto tentada; mais um retrato ou, eu a fugir para o retrato quando não sei o que fazer ou, eu a copiar-me no tema e, como dizia o Picasso, prefiro copiar os outros do que a mim mesma.  Limpo a tinta com a espátula e retomo; desobrigada.


Quando me ligo à web percebo que é o dia internacional dos direitos da mulher, observo a imagem que produzi e o título faz-se: the last female.



© Nélia Duarte  

Lagos, Algarve

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Vimeo Ícone

NÉLIA

DUARTE