• Nélia Duarte

dia 1 Exposição "entre paredes"

Uma entrada muito bonita. Grata a todos os que trabalharam para que assim fosse.


O Centro Cultural de Lagos, junto ao pátio, é um espaço muito aprazível, tranquilo, onde se está bem. Esta foi a minha primeira impressão de um dia que foi, inteiramente, lá passado. Aconteceu ainda que tive a sorte de ter banda sonora de piano a duas mãos, durante ensaios para o espectáculo da noite no auditório. Para além de alguns contactos que estabeleci com desconhecidos, especialmente durante a manhã, foi muito agradável estar e conversar com os que, conhecendo, não via há imenso tempo. Conversa boa, risos fáceis, momentos felizes. Como se deseja e quer.

Talvez seja prematuro dizer que estou num processo de simplificação, tanto ao nível do traço como da composição cromática, mas reunido trabalho até 2022, e observando-o conjuntamente com a tela (que é a que está na foto) já de 2022 e outras posteriores, é o que me ocorre. E julgo que o que mais contribuiu para chegar aqui foi a insistência que fiz através do desenho. Estou animada de forte desejo (e até alguma urgência) de continuar processos e aprendizagens. Entre uma coisa e outra, se há tempo e posso pinto que é, afinal de contas, o que eu mais gosto de fazer. Últimos trabalhos, processos simplificados, traço e composição cromática. aqui | aqui | aqui

17 visualizações0 comentário