• Nélia Duarte

amanhã já é outro dia, a escola recomeça

Já o disse várias vezes, e já o coloquei por escrito não sei onde que eu ramifico na web desde 2000 prái e antes disso em folhas de papel que já se rasgaram e perderam no tempo: eu passava bem sem sair de casa, ou de um canto qualquer, de preferência onde pudesse fechar uma porta ou erguer um muro (os muros são moda)e onde pudesse aceder ao conhecimento, à literatura, à música e às minhas realizações.

Não me custa imaginar-me suja e esfomeada atulhada de dúvidas e arduamente a trabalhar para concretizar uma ideia através do pincel, da tinta, do teclado, da caneta, do lápis. Talvez isto seja genético, tive um tio anarquista enfiado num buraco com as vigas de madeira carunchosas de bicho e a viver nos limites durante anos, o Américo; ou talvez isto seja coisa muito minha, pelo que não tenho como dividir responsabilidade e pronto.

Entretanto, agora,  na playlist, o Leonard Cohen em: You want it darker

If you are the dealer | I'm out of the game | If you are the healer It means I'm broken and lame If Thine is the glory | Then mine must be the shame |You want it darker We kill the flame (...)

Leonardo Cohen que responde que é preciso ter cuidado com ela!... e a essa "com ela" referia-se ele à espécie humana, em resposta ao João Lisboa que logo inclinado (para o sim do outro) o questiona se ele desconfia; bastante.



2, jan, 2019

25 visualizações0 comentário